Um adeus ao homem que mudou a política britânica – CapX

Share


 

*Texto publicado originalmente na CapX – http://capx.co/bye-bye-to-the-man-who-changed-british-politics/

Site: http://capx.co/

Autora: Rachel Cunliffe – Deputy Editor of CapX – (@RachelCapX)

 


Nigel Farage renunciou como líder do UKIP[i], fazendo com que o partido seja o terceiro partido político britânico à procura de um novo líder no espaço de dez dias.

Farage foi o “marmite”[ii] da política britânica por meia década, mas foi nos últimos dois anos, particularmente, que ele carimbou sua face, e sua missão, no país. Dependendo do ponto de vista, ele será lembrado como o paladino que trouxe o Reino Unido para fora da União Europeia e reestabeleceu a soberania britânica, ou como o “race-baiting”[iii] vergonhoso que despedaçou o país.

Quando os historiadores de amanhã vierem a estudar este momento, a campanha do referendo poderá ser simbolizada pela imagem de Farage se colocando em frente a um pôster do “Brexit”[iv] contendo uma estrada cheia de imigrantes com a legenda “Ponto de ruptura”. A impressão proeminente de muitos espectadores estrangeiros sobre a consequência/resultado do referendo é a imagem de Farage regozijando-se no Parlamento Europeu, na semana passada, onde, após acusar seus colegas Membros do Parlamento (MEP) de inicialmente rirem a respeito da possibilidade do “Brexit”, declarou triunfalmente: “Bom, vocês não estão rindo agora”. Esteja você feliz ou devastado com o resultado do referendo, ninguém foi capaz de evitar formar uma opinião sobre o homem que fez tudo isso acontecer.

O próprio Farage está saindo triunfalmente, de forma impressionante. Ele anunciou que sua “ambição política havia sido alcançada”, em uma conferência de imprensa em Londres esta manhã, e disse, “Eu quero minha vida de volta, e isso começa agora”.

Curiosamente, essa não é a primeira vez que Farage renuncia como líder do UKIP. Após sair derrotado na disputa pela cadeira de “South Thanet”[v] nas eleições gerais de 2015, ele ofereceu sua renúncia – a qual foi rejeitada pelo partido. Ele foi restituído como líder em apenas dois dias.

Farage reiterou que desta vez é para valer, mas os apostadores não estão descartando a possibilidade de que o próximo líder do UKIP venha a ser Farage novamente.

Por agora, o UKIP retirou os holofotes da amarga disputa pela liderança do partido Tory[vi], que resultará em um novo Primeiro Ministro Britânico. No plano de fundo, o Partido Trabalhista (Labour Party) continua sua atabalhoada tentativa de derrubar Jeremy Corbyn[vii] e formar uma oposição viável.

Há tanto acontecendo nessa busca por um novo líder que o Partido Verde (Green Party) passou completamente despercebido por esse momento. Tenham os partidos britânicos apoiado a saída ou a permanência na EU, o resultado do referendo garantiu uma mudança de direção que possivelmente foi atrasada por muito tempo.

E o mesmo vale para o país. Sebastian Payne, do FT (Financial Times), fez uma interessante observação: Farage tentou – e falhou – se tornar Primeiro Ministro sete vezes, “ainda assim, conseguiu remoldar completamente a política britânica”. Em relação a alcançar seu objetivo-chave, ele provavelmente é o mais bem sucedido político britânico de nossa era, e conseguiu fazê-lo sem pisar na “House of Commons”[viii]. Essa não é uma lição que a Grã-Bretanha deveria esquecer.

Farage_and_pint-large_trans++aRL1kC4G7DT9ZsZm6Pe3PSW0qTysEG4yZuBUdXGakjA


 

[i] UK Indepence Party – https://en.wikipedia.org/wiki/UK_Independence_Party

[ii] Marmite: comida britânica tradicional feita de levedura. Referente à campanha: “Marmite: You either love it or hate it”. Referente a  https://pt.wikipedia.org/wiki/Marmite.

[iii] Referência a tópicos relacionados a raça sem que haja uma necessidade real a não ser a de levantar suspeita de racismo – The unfair use of statements about race to try to influence the actions or attitudes of a particular group of people.

[iv] Brexit: https://pt.wikipedia.org/wiki/Sa%C3%ADda_do_Reino_Unido_da_Uni%C3%A3o_Europeia

[v] https://en.wikipedia.org/wiki/South_Thanet_(UK_Parliament_constituency)

[vi] Partido Conservador: https://pt.wikipedia.org/wiki/Partido_Conservador_(Reino_Unido)

[vii] http://www.theguardian.com/politics/jeremy-corbyn

[viii] https://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A2mara_dos_Comuns_do_Reino_Unido

Inline
Inline