Acabou: Rollemberg esvazia poder de vice-governador do DF

Share


 

Renato Santana (PSD), vice-governador, perde 100 cargos.

 

Após a criação da secretaria das cidades, que tirou poderes da Vice-governadoria, Rollemberg nomeou o presidente do PSB no DF, Marcos Dantas, para assumir a nova pasta. Rollemberg, ao enfraquecer Renato Santana, o vice-governador, promove uma administração pessebista forte no núcleo do governo, garantindo que os nomes de Roosevelt (ex-distrital, suplente de Joe Valle) e Pacco, a quem foi prometida a administração do Plano Piloto, estejam juntos ao governo em 2018. Ambos já receberam propostas de candidaturas próprias por outros partidos nas  próximas eleições.

Rollemberg já vinha administrando mágoas com o PSD-DF há algum tempo, quando começaram rumores de Renato Santana e Rogério Rosso discutindo novos voos políticos no DF, além de supostas críticas contundentes dos dois ao governador.

renato-santana-05

Renato Santana foi administrador de Ceilândia por indicação de Roriz e foi lá onde conheceu Rosso, que tem bom número de eleitores na região. Veio de Rosso a indicação de Renato para a vaga de vice na chapa com Rollemberg. No entanto, Renato não garantiu à chapa vitória no primeiro nem no segundo turno, em Ceilândia – os moradores deram a maioria de seus votos a Frejat.

Rollemberg sabe que enfrentará problemas em 2018 por conta de Renato Santana, pois Rosso pode lançar candidatura própria ao DF. Até mesmo Renato Santana, que ainda é pouco conhecido em Brasília, pode desenvolver algum capital político para gastar contra ou a favor do governador nas próximas eleições.
rodrigo-rollemberg

 

Inline
Inline